O Pinterest, rede social lançada em 2010, consiste em colecionar e partilhar imagens, GIFs e vídeos que encontra pela internet no seu perfil, criando murais temáticos que podem ser compartilhados com outros utilizadores.

Além disso, o serviço pode ser incorporado no Facebook e no Twitter, possibilitando que a informação possa fluir entre diversas redes de forma simultânea.

O que chama atenção é o fato de que todas as imagens armazenadas no Pinterest carregam em si o site original, de forma que ao clicar na imagem o usuário é direcionado diretamente para o site, gerando aumento do tráfego de visitas. Por conta disso, o serviço já é visto por marcas e empresas para não só aumentar o envolvimento em seus sites, como também para vender produtos a partir do e-commerce.

Marcas que já se converteram ao Pinterest

 

 

GAP: A marca de roupas usa o Pinterest para divulgar coleções e tendências através de seus boards e hoje já conta com mais de 145 mil seguidores. Conheça.

 

 

 

 

General Electric: O perfil conta com inúmeros boards com os mais variados temas, como grandes máquinas, inovações e ambiente sustentável, todos com um mesmo objetivo: promover a marca. E a adesão deu certo, o Pinterest da GE hoje conta com nada menos do que 27 mil seguidores. Confira.

 

 

Coca-Cola: Com mais de 16 mil seguidores, a marca de bebidas criou boards com diversos temas que atingem diretamente o seu público, como: feriados, entretenimento e receitas. Veja.

 

 

 

 

A maior oportunidade que o Pinterest oferece para marcas e empresas, é de humanizar a sua identidade, aproximando a marca/empresa do seu público. Através da exposição e partilha de conteúdos, a marca tem no Pinterest um excelente veículo para fazer circular os seus conteúdos num universo criado para o efeito.
Muito se fala que o Pinterest é uma alavanca para potenciar vendas, no entanto é no branding que se encontra a sua força motriz.
Mas afinal como deve ser utilizado o Pinterest em benefício de uma marca?
As ideias abaixo apresentadas são o resultado de vários artigos sobre o tema e as mesmas deverão ser encaradas tendo em conta vários indicadores como a área de negócio, o público-alvo e os objectivos de uma dada marca/empresa.

 

  1. Em primeiro lugar, é preciso pensar se o Pinterest é a rede mais indicada para uma determinada empresa estar presente. Uma vez que esta rede é baseada em conteúdos visuais, é fundamental possuí-los ou existir a disposição de criá-los.
  2. Partilhar Produtos, Serviços, Informação
    Através do Pinterest as marcas podem criar catálogos virtuais de produtos e também mostrar aos clientes potenciais os seus produtos mais populares. O mesmo se aplica aos serviços e a tutoriais em vídeo/imagem, por exemplo.
  3. Aproveitar a secção de Presentes na altura de Inserir Imagens
    Ao adicionar um determinado produto, é possível acrescentar uma descrição que inclua o preço. Ao fazê-lo poderá incluir um link que direccionará para a área do site que preferir. Sempre que adicionar uma imagem desta forma, os produtos farão parte automaticamente da secção de presentes do Pinterest.
  4. Fomentar a partilha de conteúdos existentes no site
    Adicionar um botão “Pin it” em vários conteúdos do site coorporativo para que estes possam ser partilhados de forma instantânea.
  5. Criar concursos
    Podem ser promovidos concursos em pins ou boards com as melhores imagens. Por exemplo, a Guess lançou o concurso Color Me Inspired pedindo que os seguidores criassem boards inspirados pelas quatro cores da colecção de primavera e o vencedor de cada cor ganhou um par de calças na cor correspondente.
  6. Criar conteúdos exclusivos para o Pinterest
    Repetir constantemente os conteúdos do site ou de outras redes sociais não acrescenta nada de novo. Sendo o Pinterest essencialmente visual, infografias e tutoriais em vídeo ou imagem são muito bem recebidos. Inspirar o público-alvo é fundamental.
  7. Acrescentar contribuidores aos boards
    Dar a possibilidade aos seguidores de contribuírem para os boards, tornando-os interactivos. Para além de criar empatia com o público-alvo é mais um incentivo à partilha e circulação de conteúdos.
  8. Fazer pesquisa de mercado para novas ideias de produtos
    Através dos pins e boards dos utilizadores desta rede é possível analisar e auscultar tendências, assim como obter inspiração para novos produtos.
  9. Oferecer produtos e divulgar promoções
    Só se segue uma marca se realmente se tiver algum interesse nela. As ofertas e promoções são uma forma de cativar os seguidores e, ao mesmo tempo, uma forma eficaz de divulgação.
  10. Ser Altruísta
    Partilhar não apenas conteúdos próprios, mas também conteúdos interessantes ao público-alvo.
  11. Aproveitar as diferentes épocas
    A divulgação de produtos e serviços relativos a alturas específicas ( Natal, do Dia dos Namorados, Páscoa, Verão) é uma boa oportunidade para aumentar o número de partilhas, uma vez que os utilizadores encontram-se mais receptivos produtos específicos.
  12. Não ignorar técnicas de SEO
    Quando as marcas incluem imagens de seus produtos no Pinterest têm a oportunidade de maximizar sua estratégia de SEO e redireccionar tráfego para seus sites. É bastante importante pensar em descrições que estejam de encontro ao público-alvo mas também que contenham as palavras-chave mais relevantes para o produto em questão, quer nos pins quer nos boards.

    É também aconselhável a partilha de conteúdos através de outras redes sociais como o Facebook e Twitter.

    Em relação às imagens, não deverá ficar esquecida a inclusão do URL nas mesmas.

  13. Interagir com os Seguidores
    No Pinterest, assim como em qualquer rede social, é fundamental o diálogo com o público-alvo, aumentando assim a relação marca – consumidor.
  14. Conhecer quem faz pin das suas imagens, da concorrência ou de clientes
    Para descobrir quem partilha determinados conteúdos basta colocar no browser http://pinterest.com/source/URLSITE/ substituindo “URLSITE” pelo URL do site que quiser investigar, por exemplo http://pinterest.com/source/marketingtecnologico.com/)
  15. Analisar outras marcas que tenham presença na rede
    Muitas são as marcas que têm presença activa no Pinterest. Ver como se comportam e que estratégias utilizam é um bom meio para desencadear novas ideias.
  16. Ser criativo
    Inspire-se. A criatividade é essencial para se fazer destacar.

Fontes: João Valente, Buzzmonitor e Marketing Tecnológico

 

Tags: , , , , , ,